noticias

Kelly Conversa com Maria L

Kelly Conversa com Maria L

As li

By 2 de abril de 2014 0 Comments Read More →
JUBILEU DE OURO DA LEGIÃO DE MARIA

JUBILEU DE OURO DA LEGIÃO DE MARIA

Hoje, dia 01/04 comemorou-se com uma celebração, presidida pelo Padre Elígio e com a participação de legionárias das paróquias Sant’Ana, São Sebastião, Aparecida e Auxiliadora, os 50 anos de fundação da Legião de Maria em Lavras.  No dia 1º de abril de 1964, nosso querido padre Silvério Müller realizava a primeira reunião do Proesidium Rainha da Paz, no salão paroquial da Matriz de Sant’Ana com 11 legionárias que impulsionaram o movimento fundando no mesmo ano o segundo Proesidium com o nome de Regina Coeli, ou seja, Rainha do Céu.

Atualmente são 5 Curias e 13 Proesidia, diretamente filiadas ao Comidium que é presidida pela Gilda Pedroso.

“É maravilhoso que a sementinha que o nosso fundador Padre Silvério semeou há 50 anos, continue dando frutos! Algo que começou com um pequeno grupo de jovens estudantes sendo regada com muito carinho por muitos anos”. (Maria Verônica luiz Pereira)

Salve Maria!

By 1 de abril de 2014 0 Comments Read More →
Formação do SAL no Recanto

Formação do SAL no Recanto

Os membros do SAL da paróquia Sant’Ana e de outras paróquias da nossa cidade estiveram reunidos neste final de semana 29 e 30/03 no Recanto para Formação. Oportunidade em que refletiram e planejaram novas idéias para tornar as celebrações sempre mais animadas e alegres, atraindo a atenção e motivando os fiéis a participarem mais ativamente das missas. Esta equipe tão importante para as paróquias  não se cansa de trabalhar para tornar a casa do Pai mais acolhedora e alegre. Parabéns a todos que coordenaram e participaram deste encontro.

 

By 1 de abril de 2014 0 Comments Read More →
Pastoral do Dízimo em Ação

Pastoral do Dízimo em Ação

Uma das prioridades da Paróquia Santa’Ana definida pela assembleia para 2014 é o Dizimo.

Dentre as ações concretas propostas para esta prioridade foram:

*Definir as formas de contribuição: Envelope e carnê:

*Ir ao encontro dos dizimistas afastados: Com a ajuda dos GEB’s esse trabalho de levantamento está sendo realizado;

* Trabalho de conjunto entre todas as pastorais e movimentos: palavra em reuniões e encontros, buscando conscientizar todos os agentes da importância e finalidade do dízimo em nossa paróquia;

* Prestação da contas para a comunidade: Afixada no mural da igreja e informada em reuniões de CPC e CPP;

Dimensões do dízimo: religiosa, Missionária e Social

Para os trabalhos de conjunto a pastoral do dízimo está em missão, visitando as pastorais, movimentos e os GEB’s da nossa Paróquia levando informações e tirando dúvidas com a finalidade de conscientizar a todos sobre a importância do compromisso com a nossa igreja através do dízimo.

Outra oportunidade esta acontecendo durante as missas do segundo final de semana de cada mês, nestes dias especiais onde levamos nosso dízimo em agradecimento a Deus estamos oferecendo-o no altar do Senhor onde também ofertamos nossa vida e agradecemos por todas as coisas que nosso bom Deus nos proporciona.

Dízimo é diferente de oferta, pois ele deve  ser uma ação fiel, permanente e compromissada. O dízimo não pode ser uma campanha para aumentar nossa receita. O trabalho da pastoral do dízimo deve ser contínuo, diário, de conscientização e testemunho. Quando atingirmos a consciência de sermos fiéis em nosso gesto espontâneo, nossa igreja não precisará realizar festas, campanhas, rifas, esgotando e exigindo tanto de seus colaboradores. temos de ter a consciência de que a igreja não possui fontes, possui despesas permanentes, tal qual em nossas casas: luz, água, salários de funcionários, manutenção, ajuda à Diocese.

Que tal nos lançarmos ao desafio de experimentar ser 100% de Deus?

 

 

By 1 de abril de 2014 0 Comments Read More →
Por que jejuar?

Por que jejuar?

13473txt

O jejum e a abstinência 

 

Ao tratarmos da cura de gastrimia (gula), a primeira coisa que nos vem à mente, evidentemente, é o jejum. No entanto, sejamos sinceros, quem é que ainda leva a sério o jejum? Para a maior parte das pessoas, o jejum é uma prática antiquada, desnecessária, quando não, completamente absurda. Até entre os “bons católicos” a prática do jejum é vista com desconfiança. Afinal, somos pessoas equilibradas. Nada de radicalismos! Quando muito, ainda é possível encontrar quem se recorde do velho Catecismo: “O quarto mandamento [da Igreja]: jejuar e abster-se de carne, conforme manda a Santa Mãe Igreja”. Mas quando é que a Santa Mãe Igreja no manda jejuar? A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) publicou, em 1987, a Legislação Suplementar ao Código de Direito Canônico, que diz o seguinte: 
Quanto aos cânones 1251 e 1253:1. Toda sexta-feira do ano é dia de penitência, a não ser que coincida com solenidade do calendário litúrgico. Os fiéis, nesse dia, se abstenham de carne ou outro alimento, ou pratiquem alguma forma de penitência, principalmente obra de caridade ou exercício de piedade.

2. A Quarta-feira de Cinzas e a Sexta-feira Santa, memória da Paixão e Morte de Cristo, são dias de jejum e abstinência. A abstinência pode ser substituída pelos próprios fiéis por outra prática de penitência, caridade ou piedade, particularmente pela participação nestes dias na Sagrada Liturgia.

Bem, talvez, do jejum e da abstinência na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira Santa, a maior parte dos católicos se recorde. Porém, é provável que a maioria não faça a mínima ideia de que a abstinência de carne, às sextas-feiras, ainda existe! Mas isso não é motivo para que alguém se sinta mal. Muitos e nobres eclesiásticos sofrem da mesma miséria… Magra consolação!

“Mas isso é somente uma lei da Igreja!”, alguém poderia dizer. E, depois de constatar esta obviedade, desfiar um rosário de argumentos contra a prática do jejum: “Não está na hora de a Igreja deixar de lado essas tradições medievais? Por que incentivar o jejum? Não existe algo de mal neste masoquismo de querer se penitenciar? Isto não prejudica a saúde? Qual o sentido do jejum, se a pessoa não trabalha para transformar a sociedade?”.

Com argumentos desse tipo, livramo-nos do problema, varrendo-o para debaixo do tapete. Acho que os Santos Padres não estariam exatamente de acordo com este procedimento.

Santo Tomás de Aquino (1225-1274), que era um mestre em argumentação, ensina-nos a distinguir duas realidades diferentes no jejum:

a) O mandamento da Igreja

b) A lei natural

Os dias em que eu devo jejuar e as formas de realizar este jejum são uma lei da Igreja (a). Mas o jejum não é uma invenção da Igreja. A necessidade de jejuar é uma lei que Deus imprimiu na natureza humana (b), ou seja, compete às autoridades da Igreja determinar alguns tempos e modos de jejuar, já que é dever dos pastores cuidar do bem das ovelhas. No entanto, mesmo se não houvesse uma legislação canônica, as pessoas teriam de jejuar, pois se trata de uma exigência da própria natureza do homem. Sim, é isto mesmo! Por estranho que possa soar aos seus ouvidos, a ascese e o jejum são imperativos da ética humana natural e não uma tradição de algumas religiões e culturas exóticas. O jejum e a abstinência são instrumentos necessários para que possamos chegar a ser, não heróis ou semideuses, mas simplesmente… humanos”!

Talvez, uma comparação nos ajude a compreender melhor esta realidade. Quando alguém compra um carro, as montadoras geralmente dão a oportunidade de a pessoa escolher os “opcionais”: ar-condicionado, air-bag, direção hidráulica etc. Mas, num automóvel, o sistema de freios não é um opcional. O freio é um componente essencial do próprio veículo. De nada adiantaria ter um automóvel se ele não tivesse um freio.

O ser humano também é assim. Precisamos de um sistema de freios, de algo que nos sirva de limite, porque a vida humana desregrada é semelhante a um carro desgovernado. O que era uma bênção transforma-se numa maldição. O jejum e a abstinência fazem parte deste sistema de freios que, no ser humano, recebe um nome: virtude da temperança.

Trecho retirado do livro: “Um olhar que cura”

Canção Nova

Padre Benê é o entrevistado desta semana

Padre Benê é o entrevistado desta semana

Padre José Benedito de Morais Machado, Padre Benê, como é conhecido. Ele participou do projeto da Congregação nas Filipinas durante 19 anos, voltando ao Brasil, o ano passado, para participar da MDJ. Neste programa, Padre Benê fala de sua experiência como missionário em outros países e que agora ele espera trabalhar com os imigrantes em Londres. Ele fala também de sua experiência como formador no Seminário Dehonista, em 1978, e de sua presença como sacerdote no norte do Paraná e Mato Grosso. Padre Benê se encontra na paróquia até a chegada de Padre Jojapa que está vindo da África para trabalhar nesta comunidade. Padre Benê, apesar do pouco tempo que se encontra entre nós, conquistou todos que tiveram a alegria de conhecê-lo com seu jeito simples e acolhedor. Adriano animou essa entrevista com a música. Veja algumas fotos dos bastidores da gravação.

DSC07691 (1024x768) (1024x768) DSC07692 (1024x768) DSC07693 (1024x768) DSC07695 (1024x768) DSC07697 (1024x768) DSC07701 (1024x768) DSC07703 (1024x768) DSC07704 (1024x768) DSC07707 (1024x768) DSC07708 (1024x768) DSC07709 (1024x768) DSC07716 (1024x768) DSC07717 (1024x768) DSC07722 (1024x768) DSC07724 (1024x768) DSC07730 (1024x768) DSC07734 (1024x768) DSC07735 (1024x768) DSC07741 (1024x768) DSC07742 (1024x768) DSC07745 (1024x768) DSC07748 (1024x768) DSC07750 (1024x768) DSC07752 (1024x768) DSC07755 (1024x768)

Anunciação de Nossa Senhora

Anunciação de Nossa Senhora

No dia 25 de março, exatamente nove meses antes do Natal, a igreja celebra o anúncio do Anjo Gabriel para Virgem Maria que ela seria mãe de Jesus Cristo. O tema central desta grande festa é o Verbo Divino que assume nossa natureza humana sujeitando-se ao tempo e espaço.

Maria recebe a visita do Anjo que lhe diz: “Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo”. Não temas, Maria, conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus, Ele será grande e chamará Filho do Altíssimo. Maria perguntou ao anjo: Como se fará isso, pois, não conheço homem?. O Anjo responde: O Espírito Santo descerá sobre ti. Ela não entende muito bem o que está acontecendo, mas decide humildemente, em liberdade, acolher o desígnio divino. Então disse Maria: “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra. É o momento histórico, do SIM humano da Virgem Santíssima. Assim ela dá à luz ao Deus-Conosco-Emanuel. Não só a Virgem Maria concebeu, mas fê-lo por obra do Espírito Santo, ou seja, do próprio Deus. O ser humano que começa a viver no seu seio assume a carne de Maria, mas a sua existência deriva totalmente de Deus. Sendo assim, hoje é o dia de proclamarmos: “E o verbo se fez carne e habitou entre nós”.

Salve Santa Maria, serva humilde do Senhor, mãe gloriosa de Cristo! Salve, Virgem fiel! Ensina-nos a ser dóceis ao Espírito. Ensina-nos a viver em atitude de escuta da Palavra, atentos às suas inspirações. Que, em cada instante, procuremos a vontade de Deus e nos conformemos a ela (Pe. Leão Dehon).

Fonte: A  Voz de Sant’Ana

 

By 25 de março de 2014 0 Comments Read More →
Missão canônica é assumida por leigos

Missão canônica é assumida por leigos

Domingo, dia 23/03, às 18h, na igreja matriz, na celebração da Missa Concelebrada pelos padres Elígio e Giovani, os novos Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística foram apresentados à comunidade e enviados a exercerem esse ministério. Nessa mesma celebração, os Ministros, que já exercem há mais tempo este nobre Mandato, também renovaram seu compromisso diante de Deus, do pároco Pe. Elígio e do seu Diretor espiritual Pe. Giovani e da comunidade presente.

Os novos candidatos a Ministros Extraordinários da Comunhão participaram desta celebração para receberem o Mandato que lhes concede o direito e compromisso de, com maior consciência e reverência, ministrarem a Palavra de Deus; dirigirem o Culto litúrgico da Palavra na ausência do Sacerdote;  distribuírem a Eucaristia; levarem a Santa Eucaristia aos idosos e aos doentes em suas residências ou nos hospitais; celebrarem as Exéquias; exporem o Santíssimo para Adoração comunitária.

Esses leigos que assumiram esse Ministério foram antes indicados pela comunidade e acolhidos pelo pároco e devidamente preparados a exercer, com alegria e disposição, a sublime missão a que foram enviados.

Pastoral Familiar Promove Encontro de Viúvas e Viúvos no Recanto

Pastoral Familiar Promove Encontro de Viúvas e Viúvos no Recanto

Nos dias 22 e 23, realizou-se o encontro de viúvas e viúvas no Recanto, promovido pela animada Pastoral Familiar.

As pessoas que participaram do encontro não se cansavam de tecer elogios, desde a acolhida, as palestras e testemunhos, os mimos e a atenção diferenciada que tiveram lá dentro. A alegria, a satisfação e a emoção ao final do encontro foi contagiante, demonstrando que foi um sucesso o evento atendendo o objetivo de dar uma nova carga de amor aos corações dos participantes. Como disse o Padre Elígio, que celebrou a missa de encerramento, precisamos deste reabastecimento para renovar nossas forças e andarmos junto com Cristo no caminho da fé. Parabéns a todo o pessoal da Pastoral Familiar que se dedicou a fazer desses dois dias encontro inesquecível e tocando os corações das viúvas e viúvos, além dos familiares destas pessoas, que se alegraram junto com elas.

DSCF0922 (1024x633)

DSCF0979 (1024x768)

DSCF1276 (1024x768)

DSCF1266 (1024x768)

 

By 23 de março de 2014 0 Comments Read More →

 

                                                              Curso de culinária para iniciantes

 

Aulas - 2 vezes na semana, terças e quintas-feiras, das 14 às 17h

Duração de 2 meses – vagas limitadas

Valor mensal: R$ 15,00

Instrutora: Daisy Beggiato Correa

Início: 01/04/2014

                                                                                      Conteúdo:

1-Higiene na alimentação: cuidados c/ utensílios domésticos, limpeza e organização da geladeira, despensa: limpeza e organização; como escolher alimentos, carnes, hortaliças; temperos, conhecimento de ervas e teste de temperos; dicas práticas da cozinha.

2-Entradas, sucos, saladas e molhos, aulas c/ degustação.

3-Métodos de cozimento: assar, fritar, brasear, cozer no vapor, cozer no forno, estufar, gratinar,grelhar, pocher, saltear, aproveitamento de alimentos: frutas, legumes, talos, bagaços e sobras; receitas.

4- Aula de como fazer vários tipos de arroz, legumes, massas e um especial sobre receitas com
batatas.

5- Carnes, peixes e aves, assados, grelhados, fritos; receitas e degustação.

6- Bolos caseiros, tortas e sobremesas em geral.

7- Pães, sanduíches, lanches e sopas.

8- Organização da cozinha e arrumação de mesas para café da manhã, almoço, churrasco, serviço
americano; cardápios de café da manhã e vários cardápios para almoços formais e informais.

Galpão Cidadão – Bairro Aquenta Sol  – Tel: 3013-1249

Untitled

Padre Ronaldo Neri fala sobre Quaresma e Campanha da Fraternidade

Padre Ronaldo Neri fala sobre Quaresma e Campanha da Fraternidade

Pe. Giovani conversa com Pe. Ronaldo Neri, que é o diretor do Seminário Dehonista de Lavra. Falam sobre o sentido e a espiritualidade da Quaresma. Esses quarenta dias, que é o tempo de reconciliar com Deus, fazer a sua conversão, o seu caminhar correto, se perguntar o que eu preciso mudar, o que eu preciso melhorar, fazer esse retiro com o Pai, com Deus, tempo de oração, jejum e caridade . E essa conversão é dia pós dia, não só nesse tempo forte, mas  sempre. Toda espiritualidade tem que nos levar ao encontro com o outro,  de fazer caridade com o outro. Faça irmão a fraternidade. E para concretizar a quaresma, a Diocese de São João Del Rei pede como ato penitencial, como gesto concreto, que doações, contribuições sejam para a obra assistencial Fazenda Senhor Jesus, conhecida como fazendinha do Pe. Israel,  façam esse ato de caridade. Cantando e tocando Giomara. Toda a entrevista será exibida domingo dia 23 de abril as 9h, com reapresentação terça as 19h.

By 19 de março de 2014 0 Comments Read More →
São José, rogai por todos nós!

São José, rogai por todos nós!

“A missão de São José era educar o menino Jesus em três dimensões principais: idade, sabedoria e graça. Ele é modelo para os educadores, especialmente para os pais.
Gostaria de saudar os pais neste dia e pedir a vocês a graça de estarem sempre muito próximos de seus filhos, deixado-os crescer, mas sempre por perto.
Eles precisam de vocês, da presença, proximidade e amor. Sejam para eles custódia no crescimento em idade, sabedoria e graça. Caminhem com eles e nesta proximidade vocês serão verdadeiros educadores. Obrigado por tudo que fazem pelos filhos.
Que São José os abençoe!”

Papa Francisco

1891214_761831360515536_68053421_n